Amor é tudo que eu tenho.
E quando você sorri, o som da sua risada me faz rir, e é nessas horas que eu queria ter um gravador por perto, pra gravar e ouvir tua risada durante o dia todo.
Eu já quis amar. Confesso. Mas, amor não é para corações fracos. Eu não entendo juro que não entendo essa coisa de alma gêmea. Acho desesperador tudo isso, um pouco frustrante esperar por alguém que te ame, ou pelo menos alguém que te queira da mesma forma que você a quer. Outra coisa rara. Amor pra mim só vale se for inteiro, se os dois estão dispostos a viver com os dois corações batendo na mesma frequência. Amor é o que te deixa menos egoísta, assim, dando espaço ao outro ser feliz, independente do quão ferida você poderá sair com isso. Amor é querer que fique para sempre, mas também é deixar ir. É dividir histórias, tristezas e risadas. Às vezes, as mesmas loucuras e até, alguém para dividir o maço de cigarros, um lado do fone de ouvido. Essas coisas que não costumamos dividir com ninguém. Estar junto, ainda que seja preciso se afastar um pouco só para deixar a saudade se manifestar. É saber voltar. É saber admitir um erro e pedir desculpa. Amor pra mim não há orgulho que fale mais alto. Mas, ainda assim, existem aqueles que não sabem diferenciar uma paixãozinha momentânea com o amor de verdade. Aí chega a pior parte, pessoas se machucam, se destroem e de tal modo não desistem de terem corações partidos. Não consigo entender porque se sujeitam a isso. Então, o amor também é destruidor, é masoquista e fatal? Também. Mas, não sejam idiotas, não é o amor que machuca. Somos nós que não sabemos amar. Sendo assim, espere. Mesmo que ninguém lhe apareça. Fique sozinha. Ouça suas músicas sozinha, vá à faculdade sozinha, fume sozinha, fale sozinha – é ótimo. Viva sozinha. É bom constar de vez em quando que você pode achar graça da vida, dos problemas e das pessoas que se acham superiores a você. Mas, espere. É aos poucos que a vida vai dando certo. E, qualquer sentimento é melhor do que o de amar sozinha. Sorte aos nossos corações fracos.
— Máh Soares.   (via oxidos)

Followers. Eu nunca falei com a maioria de vocês, verdade. Mas saibam que qualquer problema podem me procurar ok? Não precisa vir logado, pode contar comigo, é sério.

Não somente aparentava! Tudo realmente estava uma total bagunça, o cheiro e a fumaça do cigarro ainda se encontrava habitando naquele lugar frio e mórbido, as roupas se encontravam todas jogadas por cantos diferentes daquele quarto que antes parecia vazio, agora não mais. O café frio se encontrava em cima da mesinha que antes se encontravas um porta-retratos que continha uma foto nossa que agora abrange apenas a moldura, a escuridão tinha tomado completamente aquele lugar que eu insistia em chamar de quarto. A confusão de fora parecia se casar perfeitamente com a confusão que se habitava diretamente dentro de mim, eu me sentia perdido em meio ao tormento daquela bagunça, as palavras já não mais bastavam, o sorriso já não mais habituava sua casa que era meus lábios, as lagrimas aprofundavam ainda mais a morbidez que aquele lugar me trazia, o que antes me transcendia agora me afogava, o vento trazia o mais gélido dos sentimentos, as lembranças se tornaram nada mais que amarguras que se implantavam dentro do coração, que agora já não tinha mais vida, e por mais que eu quisesse eu sabia que eu não havia perdido apenas você, eu havia me perdido junto sem ter a certeza de achar o caminho de volta.
And happiness has become a distant friend, Lucas Andrade.  (via oxidos)
Enquanto isso vai se divertindo com os errados. Eu poderia dizer que o tal cara certo anda fazendo o mesmo, mas não é verdade. Ele tá é atrás de você, mulher de deus. Você e seus calcanhares gelados às quatro da manhã e não alguém com seus calcanhares gelados às quatro da manhã. Você e sua metralhadora de pequenos beijinhos em tempos de partida e chegada e não uma qualquer uma com igual metralhadora de pequenos beijinhos em tempos de partida e chegada. Sim você e suas coxas roliças, seu perfume ibérico, seu sorriso com os olhos, seus ombros pequenos, sua mania de caminhar de meia pela casa ou se depilar com o barbeador dele, dando sopa no banheiro. Não uma que tenha tudo isso. Você, com tudo isso.
Gabito Nunes.  (via morbidavel)

11/04

Meu rosto ardeu profusamente, me pareceu crepitar diante do vasto sol que me açoitou durante toda a ida, mas não parei, o dia me impeliu a continuar seguindo sem rumo pra onde quer que eu fosse. O celular tocou treze vezes, durante duas chamadas, e eu juro que só escutei a última, mas já era…

Sou cheio, de vazios.
Principar.   (via desvalorizavel)
Eu escrevo para nada e para ninguém. Se alguém me ler será por conta própria e auto-risco. Eu não faço literatura: eu apenas vivo ao correr do tempo.
Clarice Lispector.  (via percorrido)
Sou cheio, de vazios.
Principar. (via recontador)
Eu só quero isso. Alguém que chegue, me faça rir, permaneça. Que dispute comigo, no final do dia, quem ama mais. Eu só quero isso, um pouquinho de amor, de carinho. Quero alguém que fique, por mais difícil que esteja. Um sol, pra me fazer de Terra, e girar em torno. Para me iluminar, por mais que a escuridão aparente não ir embora. Alguém, para rir das piadas mais estúpidas do mundo. Quero alguém, que exista apenas em mim, quero existir em alguém. Ser o mundo de alguém. Quero alguém que, no final de um diálogo, diga tchau, pelo menos umas 5 vezes, e depois de tudo, apenas, esqueça de ir embora.
Fernando Moura.  (via malifiquei)

cravada:

O teu sorriso é o sol verdadeiro.

theme por: romanceais